Aleitamento noturno: até quando?

Humanos somos, na maioria, seres diurnos, isto significa que nosso metabolismo se ajusta ao fotoperíodo, estamos ativos quando há luz e nosso corpo diminui o ritmo quando há escuridão. Essa diminuição do ritmo se reflete na digestão e consumo energético, pelo que é normal, ainda nas primeiras semanas, ter um requerimento alimentar menor durante a noite. Porém, antes de qualquer tentativa para diminuir o ritmo de alimentação da criança, é importante considerar o consumo energético, o ritmo de aleitamento diurno e o desenvolvimento cognitivo em cada idade ( saiba mais  mais sobre a importância da luz do sol para regulação do sono ).

 

Alimentação noturna do recém nascido

Bebês recém nascidos precisam mamar bastante dia e noite. Quando mamam bem de dia, eles sozinhos fazem ciclos noturnos mais espaçados, de 3 -4 horas sem precisar mamar (especialmente quando tem mais de 3,5 Kg). A amamentação noturna nessa fase é essencial, não apenas para o estabelecimento da amamentação em si, mas para o ganho de peso da criança. Um bebê recém nascido que dorme mais de 4 horas seguidas durante a noite NÃO É NORMAL! precisa ser acordado para mamar, o risco de hipoglicemia aumenta rapidamente a cada hora sem mamar. Atenção especial deve ser dada se:

  • A mãe está em uso de medicamentos que podem causar sonolência (alguns são muito populares como estimulantes da lactação), estes podem causar sonolência no bebê.
  • Estão em uso de bicos artificiais (bico de silicone, chupeta u mamadeira), o bebê pode perder rapidamente a tonicidade muscular e cansar da mamada ao seio precocemente. Nos primeiros dias de vida a confusão de bicos é muito rápida.
  • Não há exposição à luz do sol. A luz solar é importante não apenas para a prevenção da icterícia, mas para a sincronia do relógio biológico da criança.
  • Para bebês em aleitamento artificial ou misto, deve ser seguida a livre demanda também, garantindo um ritmo noturno de aleitamento de minimo 3 em 3 horas.

Saiba sobre a amamentação do recém nascido

baby sleeping on white cotton

Alimentação noturna do bebê entre 1 e 3 meses

Uma vez o aleitamento está bem estabelecido de dia, e o bebê começou ganhar peso de forma adequada, pode se permitir ciclos noturnos mais longos, esperando o bebê dar o sinal de mamada no meio da noite. Não é raro que por volta dos 2 meses de vida, faça noites longas, de 4-5-6 até 8 hs de sono seguido, sem solicitar aleitamento. Incluso pode ser que apareçam ingurgitamentos mamários frequentes ou até mastites nessa fase, em resposta ao longo período sem mamar. Isto acontece porque nessa fase a barriguinha cresce (pode ter também um pico de refluxo fisiológico) e a digestão se torna mais eficiente. Você notará que o bebê para gradativamente com o cocô noturno e de madrugada, um sinal positivo que seu sistema digestivo está entrando num ciclo circadiano, diminuindo o ritmo de trabalho noturno. Mas se precisa que o bebê pegue o seio (para aliviar um ingurgitamento) ofereça o seio assim que você despertar no meio da noite, não espere o sinal e nem desperte o bebê, deixe ele mamar dormido mesmo, por reflexo,  apenas para aliviar o seio, ele continuará dormir e você também.

Para garantir que o ciclo da noite seja mais espaçado, deve ser dada muita atenção à rotina de sonecas diurnas e ao aleitamento diurno, garantindo que o bebê descanse bem, comece a noite relaxado e principalmente que obtenha a maior parte de seus nutrientes durante o dia. Dependendo da hora que começa e termina sua noite de sono, podem acontecer 1 -3 mamadas noturnas, e isto ser completamente normal. Geralmente o primeiro ciclo na noite pode durar 4-5 hs, depois de ser bem alimentado poderá dormir mais 3 horas e solicitar novamente o aleitamento, então acordar ou em alguns casos dormir mais 1- 2 hs até acordar definitivamente e começar o seu dia.

adorable baby boy child

Alimentação noturna do bebê entre 3 e 6 meses

Nessa fase pode haver um retrocesso no padrão de sono, em resposta ao aleitamento diurno pouco eficiente, que acontece quando o bebê se distrai muito durante as mamadas ou quando estas se tornam muito espaçadas durante o dia. Não é raro que o bebê comece acordar repetidas vezes a noite para mamar, é muito comum que as mamadas noturnas sejam mais eficientes que as mamadas diurnas. Em alguns casos isto coincide também com a volta ao trabalho da mãe, e a necessidade de incluir formas alternativas de oferecer o leite. O aleitamento mais espaçadas ou pouco eficiente (mamadas interrompidas precocemente) pode levar a um ciclo de aleitamento reverso. Assim, o controle da alimentação noturna nessa fase deve ser feito com muito cuidado, para não comprometer o aporte nutricional do bebê. (Veja também  Meu bebê está mamando menos de dia e acordando mais a noite… e agora? )

O ideal seria uma a duas mamadas noturnas (dependendo da hora que vai para cama e acorda de manhã), o bebê ainda não consegue um jejum prolongado, com o que não espere ciclos maiores a 5-6 horas seguidas de sono.  Quando acontecem, são excepção e não a regra! 

adorable baby cheerful child

Alimentação noturna do bebê entre  6 e  8 meses

Nessa fase também pode se apresentar o aleitamento reverso, porém, em função da substituição precoce do leite por refeições de sólidos. O bebê está pronto para comer, graças ao amadurecimento do sistema hepático e renal, porém, seus sistema digestivo ainda está amadurecendo, pelo que você encontra na fralda os alimentos de forma muito parecida a como foram ingeridos, quase sem serem digeridos. Então é importante dar prioridade ao aleitamento, mesmo quando os bebês gostam da comida (e normal se não curtem muito).

A capacidade natural da barriguinha de um bebê nessa fase é de 120-180 mL, pelo que é bom planejar o tamanho das porções, garantindo que o espaço estomacal dedicado ao aleitamento não seja sacrificado. Meu conselho nessa fase é não esquecer que o leite é o principal alimento do bebê. A comida está apenas sendo introduzida, foque na qualidade e frequência das refeições, mais do que no seu tamanho. Faça da hora de comer uma alegria para seu bebê. (veja mais sobre alimentação complementar e aleitamento ).

Se seu bebê está acordando muito a noite, avalie a qualidade e frequência das mamadas diurnas, garanta 5- 6 mamadas bem eficientes de dia (onde o bebê chega esgotar bem a mama, consumindo até leite posterior – leite mais gordo) mesmo que isto signifique diminuir o tamanho da porção na hora da refeição. Ainda é normal ter um ou dois despertares durante a noite para interromper o jejum, agora o primeiro ciclo da noite facilmente pode ser de 5-6 horas, e depois ter mais um ciclo de 3-4 horas.

adorable baby blur chair

Alimentação noturna durante entre  9 – 12 meses

Agora seu bebê já engatinha, talvez até esteja testando dar os primeiros passos, também está digerindo bem melhor os sólidos e provavelmente você até percebeu uma mudança no  aspecto e cheiro do cocô da criança. Apesar de comer melhor, o aleitamento ainda continua sendo a principal fonte de nutrientes do bebê, pelo que, se há despertares noturnos frequentes, com mamadas longas e eficientes não pode ser descartado o aleitamento em ciclo reverso. Adicionalmente, nessa fase, o movimento autônomo impulsiona uma mudança cognitiva muito importante, o entendimento do eu “indivíduo separado da mamãe”, que traz consigo o medo do abandono, a famosa angústia de separação. Muitos bebês nessa fase acordam frequentemente, e pedem para mamar apenas para sentir que é a mãe a lhes acudir, dando sugadinhas fracas e voltando dormir rapidamente, ou tendo dificuldade para se manter dormido por um longo período. Nem mesmo o uso de chupeta evita a aparição da necessidade de mãe no meio da noite ou madrugada, é muito comum casos onde há uso de chupeta nos que o bebê passa exigir que seja a sua mãe a lhe acudir, colocando a chupeta na boca ou pegando no colo.

Alguns bebês nessa fase podem durar mais tempo sem mamar a noite, às vezes até 7-8 horas, porém, ainda é um padrão transicional, que depende muito da qualidade do aleitamento diurno e da fase de desenvolvimento motor. Dependendo do dia, as mamadas noturnas podem ser longas e eficientes, ou apenas uns golinhos para matar a sede e seguir dormindo. Pode acontecer também ter noites nas que o bebê não acorda solicitando o seio, são bem raras, mas se acontecem, não é preciso acordar o bebê, é um sinal que seu organismo está gradativamente se ajustando ao ritmo circadiano, tendo um ritmo digestivo noturno bem lento.

Quando estão por engatinhar, se levantar ou andar é normal terem noites agitadas e precisar a ajuda da mãe para adormecer novamente, nem sempre precisam o seio, mas é um recurso eficiente. Minha sugestão é trabalhar  exercícios para atenuar a angústia de separação durante o dia, de forma repetitiva e trabalhar lentamente para desassociar o sono da sucção, tendo em mente que ainda será preciso uma mamada noturna, ensinar o bebê adormecer sem o seio pode ajudar a dupla descansar melhor (Veja desassociar o sono da sucção em 6 etapas) .

adorable baby child cute


Alimentação noturna para crianças maiores 12 meses

A partir de 12 meses os alimentos sólidos começam gradativamente substituir o aleitamento, os ciclos circadianos se estabelecem e a criança pode ficar mais tempo sem mamar a noite. Ainda é importante manejar a angústia de separação e trabalhar na associação do sono com a sucção, porém, acompanhando a nova fase cognitiva. A comunicação constante é a maior aliada. A partir de agora é possível pensar no desmame noturno. Mas para isto é essencial preparar a criança e se preparar em vários sentidos.

Quando a criança dessa fase acorda repetidamente para mamar ou tomar mamadeira, o seu metabolismo se acostuma ter uma oferta de nutrientes constante durante a noite, e se autorregula, diminuindo o consumo nutricional de dia (para compensar). Isto acaba interferindo no estabelecimento dos ciclos circadianos, o sistema digestivo que já poderia trabalhar bem devagar nessa fase, permitindo um jejum mais longo, acaba sendo requisitado no meio da noite. Igual que um trabalhador noturno adapta se novamente à vida diurna, sua criança pode ser adaptada a obter o maior aporte de nutrientes durante o dia e permitir que o sistema digestivo entre no ritmo noturno adequado.

Contrário ao que muitos sugerem, o desmame noturno não é indicado quando a criança não se alimenta bem ainda. Até 2 anos, as crianças ainda consideradas lactantes, precisam de leite  (veja Alimentação da criança maior de um ano ). Uma criança que mama no seio ou toma mamadeira repetidamente a noite precisa incentivo para obter esses nutrientes durante o dia, seja em forma de leite ou alimentação sólida. Cada mamada que acontece durante a noite deve ter seu equivalente nutricional de dia antes de ser extinguida. Pelo menos 3 mamadas diurnas são importantes nessa idade (de manhã, na soneca da tarde e antes de dormir), não se trata de obrigar comer, mas de incentivar e organizar a rotina diurna de refeições e atividade física para que se alimentar seja uma experiência positiva e feliz (veja sobre comunicação com crianças )

Minha sugestão é que antes de começar o desmame noturno, garanta que o aporte nutricional diurno seja completo e adequado para a idade. Trabalhe no manejo do choro, estabeleça limites e combinados, incentivando a paciência de dia, através de exercícios, atividades e brincadeiras. Aguarde na próxima segunda, dicas para o desmame noturno do seio e retirada da mamadeira da madrugada

Precisa ajuda?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar com o sono, desmame , desfralde, ajustes na amamentação e educação positiva.  Saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual aqui

Texto original de Zioneth Garcia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s