A importância da Luz do sol para a regulação do sono

Provavelmente você já ouviu que criança tem que “acordar cedo e dormir cedo”, ou provérbios populares como “quem cedo madruga Deus ajuda” .  Mas porque é importante acordar cedo e dormir cedo? Me acompanhe que vou tentar lhe explicar a seguir.

Evolutivamente somos seres diurnos, nossos olhos funcionam muito melhor com a luz do sol presente, somos capazes de enxergar uma gama de cores muito maior à de outras espécies sobre o planeta, cores que só são possíveis de detectar sob a luz do sol. Nossos ancestrais tinham longas jornadas durante o dia, e paravam durante a noite, quando não existia sol. Nossa civilização evoluiu ao redor do fogo, quando fomos capazes de dominar a luz.

Em termos metabólicos, ser seres diurnos significa que a maioria de nossos sistemas trabalham muito melhor de dia, a secreção de enzimas digestivas, o sistema excretor, a predisposição para os estímulos ambientais, o estado de alerta. A noite, quando dormimos, os marcadores bioquímicos de nosso metabolismo nos levam à diminuição da frequência cardíaca, frequência respiratória, ritmo digestivo, do ritmo do sistema excretor, e até mesmo de nossas ondas cerebrais.

homo_sapiensjpg

O sono é regulado por marcadores bioquímicos ativados pela luz

Ser diurnos significa que nosso organismo está adaptado ao funcionamento ativo durante o ciclo natural de luz, diminuindo à atividade durante a escuridão. Em termos biológicos, isto significa que o ciclo de sono/ vigília é regulado por uma série de marcadores bioquímicos que respondem às mudanças de luz no ambiente. Nosso cérebro percebe a mudança de iluminação, ativando uma via metabólica que leva à ativação de nossos sistemas vitais diurnos. Um desses hormônios é o cortisol, um famoso marcador do estresse, ele não é ruim, nos mantém alertas, despertos para conseguir levar nossas atividades diurnas enquanto nosso organismo realiza todas as funções metabólicas vitais.  Quando o sol de põe e a luz diminui,  nosso cérebro ativa outra via metabólica, que levará à diminuição do ritmo cardíaco, respiratório, digestivo, excretor e posteriormente ao sono através da produção de melatonina.

Ambas vias metabólicas conversam entre si, interferem uma na outra, assim excesso de cortisol (estresse) pode acabar causando problemas de sono ao interferir com a ação da melatonina. Você já experimentou dificuldade para dormir após um dia cansativo e estressante? Não é raro, de fato é muito comum.

insonia

Pressão homeostática do sono ou efeito vulcânico

Em adultos, o equilíbrio entre cortisol e melatonina se conhece como pressão homeostática do sono, quando o cortisol está em níveis elevados é muito difícil adormecer, sendo o estresse uma das principais causas de insônia em adultos. Em bebês e crianças pequenas, se adotou popularmente o termo efeito vulcânico do sono para descrever o mesmo fenômeno, ou seja, a criança irritada, estressada apresenta dificuldade para adormecer, a diferença está no período que isto acontece. Um adulto consegue ficar desperto ao longo de todo o período de luz , enquanto o bebê ou criança pequena precisa realizar várias pausas durante o dia para regularizar o seu ciclo circadiano, para equilibrar os níveis de cortisol e melatonina de seu organismo, se assim não faz, fica cada vez mais difícil o adormecer e seu ciclo de sono noturno começa mostrar alterações, entrando em conflito com o ciclo de sono familiar.

O bebê ou criança pequena precisa ajuda para realizar estas pausas durante o dia, para conseguir relaxar e permitir que as melatoninas exerçam seu papel indutor e mantenedor do ciclo de sono. Cabe a nós, pais e mães, ficar de olho e oferecer a oportunidade e conduzir o descanso acordo com as necessidades de cada idade.

Tal-Pai-Tal-Filho-20-Imagens-engraçadas-de-pais-e-filhos-na-mesma-pose5

Genética do sono?

Apesar que há fortes evidências que o pico fisiológico de melatoninas acontece ao anoitecer, não podemos deixar de considerar as rotinas familiares, a necessidade de vínculo emocional com os pais e as particularidades de cada famílias. Algumas evidências sugerem que a regulação do ciclo circadiano (nosso relógio biológico) além dos fatores ambientais, também tem um componente genético. Assim, além dos hábitos familiares, não é raro que os filhos de pessoas com tendência a maior atividade noturna, mostrar também uma tendência a maior atividade durante a noite. Isto significa, que além dos modelos generalizados, é essencial entender o ritmo circadiano de cada um dos membros da família, para conseguir ajustar o ciclo do bebê ou criança pequena às necessidades da família, e assim poder sincronizar o ritmo familiar para garantir o bom descanso de todos.

Entender a complexidade do sistema de regulação do sono/ vigília é um campo de pesquisa amplo, são inúmeros mediadores bioquímicos que atuam nesse processo. Para nós, mães e pais, enquanto os cientistas desvendam os segredos desse mecanismo, nos resta entender que o sol e a percepção das mudanças de luz naturais, são parte essencial para regular o sono de nossos pequenos. Então, vamos oferecer mais atividades ao ar livre, maior iluminação natural em nossos lares, e muita atenção aos ciclos de sono e vigília de nossos bebês, para oferecer sonecas no momento certo, e assim garantir uma melhor noite de sono.

Problemas com o sono?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar. Saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual aqui

Veja mais:
Quanto deve dormir meu filho?
Referências:

Beatriz Duarte Palma, Paula Ayako Tiba, Ricardo Borges Machado, Sergio Tufik,Deborah Suchecki. 2007. Immune outcomes of sleep disorders: the hypothalamicpituitary-adrenal axis as a modulatory factor. Rev Bras Psiquiatr. 29(Supl I):S33-8

Eric Murillo-Rodriguez, Oscar Arias-Carrion, Abraham Zavala-Garcia, Andrea Sarro-Ramirez, Salvador Huitron-Resendiz, Gloria Arankowsky-Sandoval. 2012. Basic Sleep Mechanisms: An Integrative Review. Central Nervous System Agents in Medicinal Chemistry,  12, 38-54

Murillo-Rodríguez E, Arias-Carrión O, Sanguino-Rodríguez K, González-Arias M, Haro R. 2009. Mechanisms of sleep-wake cycle modulation.CNS Neurol Disord Drug Targets. Aug;8(4):245-53.

Rosana S. Cardoso Alves , José Cipolla-Neto , Jessie M. Navarro and Yassuhiko Okay. 1998. Melatonin and sleep in children. Pediatria (São Paulo), 20(2) : 99-105.

Flávio Alóe, Alexandre Pinto de Azevedo,Rosa Hasan. 2005. Sleep-wake cycle mechanisms. Rev Bras Psiquiatr. 27(Supl I):33-9

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s