Meu bebê está mamando menos de dia e acordando mais a noite… e agora?

Nos primeiros dias o colo e a amamentação são praticamente contínuos, temos mamadas bem frequentes, cada hora, hora e meia… com sorte dormimos 2-3 horas seguidas durante a noite, antes do bebê solicitar novamente o peito. É cansativo, mas rapidinho pegamos o ritmo e essas 2-3 horas de sono parecem suficientes, o corpo da mãe e do bebê entram em sincronia; nos dias que, por um acaso, o bebê dorme um pouco mais da conta, lá estamos nós de olho aberto e peito cheio esperando o sinal para levantar e dar de mamar. Parece que será assim pelo resto da amamentação, mas não!

Em algum momento após os 2-3 meses o bebê deixa de se comportar como recém-nascido, o campo de visão e audição dele se amplia, com o que o mundo todo ao seu redor se revela, tornando cada minuto do dia uma grande descoberta de sons, cheiros, cores, etc. Ainda, começa experimentar e dominar as próprias mãos e tudo que consiga segurar com elas . O seu peito, que até agora era o mundo para seu bebê, já não é mais uma novidade, ele o conhece bem e pode até parecer que perdeu o interesse nele. Ele já é um “mamador” experiente, não precisa de longas mamadas para obter os nutrientes que precisa e o seu estômago é capaz de comportar volumes maiores, com o que pode ficar mais tempo sem mamar tranquilamente. Adicionalmente, após os três meses começa aparecer o mal-estar dos dentes em muitos bebês e esse desconforto na gengiva pode causar problemas na amamentação e aumentar interesse por coisas para coçar a gengiva (preferir o mordedor ao peito, por exemplo).

maxresdefault

Muitas mães comentam que o bebê se distrai muito na hora da mamada, que já não dá mais para ficar conversando, no celular ou assistindo TV na hora da mamada. Tudo tira o foco do seio e a mamada para: passou o papai? Alguém falou do outro lado da casa? Passou uma mosca?!!!! Lá está ele se virando para trás puxando o mamilo até que se solta da boca, tudo para tentar ver o que está acontecendo, e então se esquece que estava mamando e prefere outra atividade.

A frequência e duração das mamadas pode diminuir muito, é normal. Mas é claro que também é normal ficar preocupadas, ainda mais se percebemos que começam acordar muito a noite, trocando o período de aleitamento de dia para a noite (amamentação em ciclo reverso),  a frequência de xixis na fralda fica muito menor ou que houve alterações no peso que lhe desviaram fora da sua curva de crescimento particular no ultimo mês. É claro que não vamos deixar de amamentar o bebê apenas porque ele quer brincar 24 hs do dia, certo? é a hora que o papel da mãe na livre demanda é essencial. Então aqui vão algumas alternativas que lhe ajudarão manejar essa situação e garantir que seu bebê mame o que precisa de dia para que não precise mamar tanto de noite:

  1. Fique atenta aos sinais de cansaço de seu bebê (pálpebras vermelhas, olheiras, coceira nos olhos, coçando as orelhas, puxando o cabelinho). Amamente-o para colocá-lo para dormir e se for preciso use a compressão da mama para que ele mame suficiente. Fique ainda mais atenta na hora de acordar e amamente antes dele se levantar, quando ainda estiver sonolento. Dessa forma, se ele tira uma soneca de manhã, ao meio dia e a tarde terá garantido pelo menos seis mamadas durante o dia. Garanta que esgote bem o seio nesses momentos, insista, não desista tão rápido.
    OLYMPUS DIGITAL CAMERA
  2.    Amamente-o em locais calmos longe de distrações, se possível com luz e som reduzido para limitar o campo de visão dele em você.
  3. Utilize um colar ou brincos bem grandes para chamar a atenção dele e concentrar o olhar em você, assim ele mamará ao mesmo tempo que se entretém. Você pode inventar ou mandar fazer um colar de amamentação artesanal, feito com feltro e bolinhas ou bonequinhos bem coloridos em vários tamanhos. Algumas mães empreendedoras já tem prontos para vender pela internet. Vale dar uma procurada!
  4. Brinque com as mãozinhas do bebê leve ao seu rosto, deixe que ele brinque com seu cabelo, dentes, que sinta sua pele, etc, tudo enquanto ele está no seio mamando, mas não faça muita gracinha, se não vai parar que mamar para dar risada.
  5.  Percebendo sinais de dentição ofereça opções para coçar a gengiva, mordedores geladinhos, de borracha, seus dedos, etc. Se ele for maior de seis meses pode oferecer cenoura crua bem gelada inteira, vai ser um mordedor excelente, além de fonte de vitamina A.
  6. Se seu bebê é dos que dormem pouco durante o dia, então aproveite o peito para alongar as sonecas, assim que você perceber que está acordando, coloque ele para mamar e tente fazê-lo dormir novamente, fazendo o mesmo quando já for a hora de acordar.

Precisando ajuda com o sono ou ajustes na amamentação?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar. Saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual aqui.

Texto de Zioneth Garcia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s