Desmame

Desmame Gentil: respeitando as necessidades de mãe e bebê

Quando amamentamos, chega uma hora que é inevitável pensar no desmame, ele começa aparecer como um pensamento cada vez mais recorrente, especialmente quando o cansaço, seja pela rotina corrida ou as noites mal dormidas, apertam.  A falta de informação sobre este processo inerente à amamentação é chocante, muitas pessoas estão dispostas ajudar a mãe que quer amamentar, mas poucas são capazes de abraçar, acolher e orientar a dupla que está pensando no desmame. Esse texto é o começo de uma serie de escritos pessoais sobre o tema.

Desmame

Para falar do desmame é indispensável começar falando de amamentação. Reconhecer na amamentação a presença igualmente importante dos aspectos nutricionais e emocionais permitirá pensar o desmame com a mesma dimensão. Devemos pensar que, apesar de prestar muita atenção às necessidades nutricionais, o maior desafio enfrentado durante o desmame é atender as necessidades sócio-afetivas do bebê crescido ou a criança pequena.

A amamentação é um relacionamento em duas vias, para que seja um relacionamento justo e prazeroso, ambas as partes devem estar satisfeitas, pelo que pensamentos de desmame não devem ser descartados, se em qualquer momento consideramos a possibilidade de desmame, devemos avaliar as causas da insatisfação e a forma como está sendo conduzida a amamentação.

É importante também reconhecer que a amamentação é um híbrido biológico-cultural, onde muitas vezes os determinantes do desmame podem ser externos à dupla mãe-filho. A pressão social, as críticas, os olhares, recebidos da família, amigos, ou estranhos pelo simples fato de amamentar um bebê crescido podem ser igualmente ruins para mãe e bebê. Durante a amamentação continuada podemos ter vários problemas que podem nos levar a pensar em um desmame como solução, mas é importante entender que se a criança não está pronta nutricional, nem emocionalmente o desmame pode ser um grande problema ao se tornar uma experiência traumática para ambos, mãe e filho. 

O desmame com respeito é aquele que acontece atendendo o tempo que o bebê leva a assimilar cada mudança, seja alimentar ou emocional. A OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda amamentação continuada até dois anos ou mais; é importante deixar claro que a orientação não é desmamar com 2 anos, isto é uma interpretação errada. Nossa história biológica recente nos sugere que a idade para o desmame natural está entre 36 meses e 6 anos, mas diversos fatores levam a que o desmame seja antecipado.

Sair do peito
Consultoria para desmame gentil

O desmame induzido acontece se a necessidade de desmame da mãe chegar antes da do bebê; esse tipo de desmame é conduzido pela mãe, mas se deixando guiar pelas respostas do bebê às mudanças durante o processo. O desmame natural acontece quando é o bebê quem não precisa mais do seio, não pede mais porque fica satisfeito nutricional e emocionalmente de outras formas; nesse caso o desmame é conduzido pelo bebê, e o papel da mãe é guiar o desenvolvimento, ensinando os mecanismos de comunicação e socialização da criança em seu ambiente, assim como aquisição de hábitos alimentares saudáveis.

Existem raríssimos casos em que o desmame abrupto é inevitável (doenças graves, internação de emergência, tratamentos com uso de medicação incompatível). Porém, em quase todos os casos há possibilidade de re-mame focando nos componentes emocionais da amamentação. O re-mame pode ajudar a mãe e bebê se recuperar emocionalmente da separação, e nesse caso o apoio da família é essencial para conseguir sucesso.

É essencial entender que a decisão de desmamar é apenas da dupla mãe e bebê, é claro que o contexto sócio-cultural e familiar influencia, mas a mãe deve lembrar que no fim das contas desmamar ou manter a amamentação só diz ao respeito dela e seu filho.

Precisando ajuda com o desmame?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar. Saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual aqui.

12 comentários

  1. Meu filho tem 2anos e á 4 meses ele sozinho fez o desmame noturno, e agora só mama para dormi na soneca da manhã e a noite. O problema é que ele só dorme se for comigo, isso é ruim para, estou tentando o desmame um dia ele aceitou dormi sem mamar mais no outro chorou mto e eu cedi pois não quero que esse processo seja traumático para ele. Oq posso fazer?

    Curtir

  2. bom dia !!! tenho uma filha com 2 anos e oito meses, gostaria de desmamar ela..mais não consigo fico com dó e acabo sempre dando..acho ela muito grande já pra ficar mamando nos seios, ela vai o dia todo na creche , mama só de noite , mais acaba sempre mamando e nos finais de semana quer só mama e acaba não comendo nada.. como posso fazer , me indicaram colocar vários coisas no peito assim ela sente odores e não pede mais .não sei se seria a melhor opção por isso peço ajuda de vcs..

    Curtir

  3. Olá, minha filha tem 3 anos e 7 meses, come de tudo, porém a noite ela mama um pouco e pela manhã qdo acorda. A pressão que a sociedade nos impõem a cerca da idade , ou até qdo amamentar é mto grande. Porém concordo qdo o artigo diz que isso é algo entre a mae e a criança. Sinceramente não tenho vontade de desmama lá mas não sei até qdo devo amamentar. É um momento único o de ela se sente tão feliz e acolhida…

    Curtir

  4. Oi meu nome é Jessica tenho um filho de 1 ano e 2 meses ele mamava em mim e na mamadeira mais ele deu uma virose estava vomitando parou de mama na mamadeira e não estava se alimentando direito queria só o peito como estava doente eu deixei ele fica nos no peito mais agora que ele sarou não quer pega mais mamadeira como fasso pra ele volta a mamar na mamadeira ele mama muito toda hora e anoite nem durmo direito tô esgotada não sei mais o que fazer vc pode me ajuda

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s