Manejo dos sonhos ruins e pesadelos nas crianças

Seu filho ou filha fala ou geme enquanto dorme, parece estar sofrendo durante o sono, acorda assustado no meio da noite, dizendo coisas sem sentido, ou simplesmente chorando e pedindo por você? Pode ser um sinal que sonhos ruins ou pesadelos acontecendo. Eles não são tão raros, nesse texto dou algumas dicas para saber o que fazer, ou como agir nessas situações.

Todas as crianças podem ter sonhos, alguns são bons, outros ruins, e em algumas situações apresentam pesadelos. Durante o sonho o cérebro organiza os eventos e emoções do dia. No sono ruim a criança geme, se mexe e reclama, porém geralmente continua a dormir. Já no pesadelo, a criança se assusta e acorda nervosa, estressada ou chora atrás de acolhimento para se sentir segura novamente. A intensidade dos sonhos das crianças pequenas costuma refletir a intensidade com a que estão levando os seus dias, os sonhos podem ser exageros surreais da vida real, alimentados também pela imaginação infantil¹. Por isso, é normal que esses sonhos se intensifiquem entre os 3 – 6 anos. 

A seguir algumas orientações para ajudar sua criança lidar com os sonhos ruins ou pesadelos:

Papa medos da Funny bee

Prevenção: para fazer ao longo do dia 

  • Identificar e manejar o estresse fisiológico ao longo do dia modulando a intensidade das atividades e refeições.
  • Manejar o choro, nomeando os sentimentos, acolhendo e ajudando as crianças modular as respostas emocionais às diferentes situações durante o dia. 
  • Modular o estresse nas situações desafiadoras: hora de comer, e hora de dormir. 
  • Incluir conversas explicativas sobre os sonhos, deixando claro que eles não podem machucar, usando a ressignificação de experiências através de histórias ou anedotas da infância dos pais.
  • Falar abertamente sobre os sonhos da mãe e do pai, para naturalizar sua existência.
  • Controlar a exposição a eletrônicos, diminuindo o tempo e avaliando o tipo de conteúdo que a criança está acessando. Veja mais sobre o uso de eletrônicos aqui
  • Ofereça no jantar e ceia alimentos saudáveis, evite ultra processados, alimentos ricos em sódio, açúcar e gorduras, que podem ser de difícil digestão.

Fortalecer a segurança no seu espaço: Para fazer antes de dormir:  

  • Desligue todos os eletrônicos pelo menos 1-2 horas antes de iniciar a rotina da hora de dormir.
  • Tenham uma rotina relaxante, com contato físico e emocional antes de dormir. Incluir conversa suave ou historinhas para elaborar as emoções intensas do dia.
  • Ajudar as crianças modular o ritmo respiratório usando respirações profundas e pausadas para que diminua sua agitação.  
  • Trazer ajudas lúdicas, que aproveitem a imaginação infantil para incentivar as crianças ganhar segurança: spray anti monstros, papa medos, oração da hora de dormir, santinho/amuleto de proteção, filtro de sonhos, etc. Pensem em ferramentas que sejam compatíveis com as crenças da família. 
Foto por Eileen lamb em Pexels.com

Responder ao despertar noturno

  • Acolha rapidamente, não espere que o choro se intensifique. 
  • Mantenha a calma. Evite conversar, use a comunicação não verbal para transmitir segurança.
  • Caso necessário ofereça um gole de água e acompanhe até o novo adormecer

Para fazer após a noite com pesadelos

  • Comente brevemente sobre a noite, e se mostrem abertos a escutar o relato dos sonhos. Se não há interesse ou não lembram do sonho, não insista. 
  • Reforce as conversas sobre os sonhos serem normais e regule o estresse ao longo do dia. 

Outras ajudas em situações de crises

  • Chá de camomila no final do dia. Levemente adoçado se necessário.
  • Óleo essencial de lavanda: na hora do banho, num difusor de ambiente, nos lençol , no pijama ou no objeto de transição. Dois gotinhas são mais que suficientes. 
  • Homeopatia para aliviar estresse e ansiedade, orientada pelo médico especialista.

Referências

1 – Elizabeth Pantley. Soluções para noites sem choro para crianças de 1- 6 anos. 2005 (Tradução português 2010). MBooks.

Precisa ajuda?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar com o sono, desmame , desfralde, ajustes na amamentação e educação positiva.  Saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual aqui

Texto de Zioneth Garcia

Veja também

O quê é o terror noturno?

Lidando com o medo da escuridão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s