Orientações aos pais sobre o uso da telas eletrônicas por crianças

Levando em consideração o aumento exponencial no uso de novas tecnologias digitais por bebês e crianças,  as evidências sugerindo uma associação entre seu uso e tempo  total de sono reduzido, e seu potencial para desenvolvimento. A Academia Americana de Pediatria (1) e a sociedade brasileira de pediatria (2), lançaram orientações para profissionais e pais definir um adequado gerenciamento do uso de mídia dos bebês e crianças. Veja a seguir

TV, Smartphone, tablet, videogames (1 , 2)

Orientações gerais (validas para todas as idades):

  • Evitar o uso durante as refeições e até 1-2 horas antes da hora de dormir.
  • Evitar a televisão e outras telas eletrônicas no quarto das crianças.
  • Avaliar e controlar o tempo dedicado ao uso desse eletrônicos pelos adultos ao cuidado das crianças. Para conseguir um controle eficiente é importante dar exemplo.
  • Verifique a qualidade dos conteúdos que a criança assiste. Respeite a classificação etária dos produtores de conteúdo, e sempre verifique se a classificação está correta assistindo antes de mostrar para criança.
  • Nunca deixe a criança sozinha com as telas. Mesmo que esteja num modo seguro, não confie cegamente nos filtros de conteúdo.

Até 18 meses

Evitar o uso de mídia digital em crianças menores de 18 a 24 meses (exceto bate-papo por vídeo quando necessário). Nesse caso é importante que a vídeo chamada aconteça longe das sonecas e hora de dormir.

18 – 24 meses

Não é recomendado. Mas caso presente menos de uma hora por dia. Ao introduzir mídia digital, os pais devem assistir ou interagir junto com seus filhos para melhorar a exploração,  a interação social e a aprendizagem a partir do conteúdo de mídia digital. Se recomenda que os pais assistam o conteúdo antes de mostrá-lo às crianças.  
Não há necessidade de introduzir a tecnologia cedo; interfaces são intuitivas para que as crianças aprendam rapidamente uma vez que eles começam a usá-los em casa ou na escola.

Favoreça as atividades físicas, ao ar livre e com colegas para estimular o equilíbrio, a motricidade, a linguagem e as habilidades sociais que se encontram em desenvolvimento.

Imagem de canva.com – assinatura Zioneth Garcia

2 – 5 anos

Limitar o uso da tela a 1 -2 hora por dia, com uma programação selecionada. Os pais devem explicar o conteúdo de mídia e ajudar as crianças aplicar o que aprenderam ao seu redor.
Evite a atividade da tela 1 hora antes de deitar e mantenha a área do quarto livre da telas, mesmo a luz emitida pelos dispositivos que carregam ainda pode afetar a qualidade do sono das crianças.
Mantenha as refeições uma zona livre de tela, ver televisão durante as refeições está associado ao ganho de peso além do normal em crianças, bem como desencoraja a interação com a família.
Evite usar a mídia como a principal estratégia para acalmar as crianças, isso pode prejudicar o desenvolvimento de sua capacidade de regulação emocional e processo de verbalização.

Nessa fase a motricidade fina, a linguagem, a concentração e as habilidades sociais se encontram em desenvolvimento. Favoreça as atividades físicas, artísticas e ao ar livre para estimular.

Imagem canva.com – assinatura Zioneth Garcia

Maiores de 5 anos

2-3 horas. Limitar as atividades com telas eletrônicas ao fazer lição de casa, na escola ou no carro.
Equilibrar entre tempo on-line e tempo off-line. Enquanto o uso mídia ou dispositivos digitais se mantenha controlado, pode  trazer benefícios. Tempo presencial com a família, amigos ou professores têm um papel ainda mais importante promover a aprendizagem das crianças e o desenvolvimento saudável.
Educar para ser um bom cidadão digital, incluindo não ser rude ou intimidar ninguém on-line e respeitando a privacidade dos outros.
Educar sobre as regras de segurança digital, incluindo não enviar informações pessoais on-line, não compartilhar fotos on-line e não estabelecer amizade com alguém sem a permissão dos pais.

Favoreça as atividades esportivas, a leitura, as amizades, as atividades artísticas e ao ar livre para estimular a motricidade fina, a capacidade de concentração, o raciocínio, a imaginação, a criatividade e as habilidades sociais que se encontram em desenvolvimento.

Vale ressaltar que o problema não está no uso de mídias digitais e telas eletrônicas, mas em sua banalização e uso descontrolado. Ensinar as crianças desde cedo fazer uso conscientes destas tecnologias faz parte de nosso papel de pais, mães e educadores responsáveis.

Referências 

1- American Academy of Pediatrics. Media and Young Minds. COUNCIL ON COMMUNICATIONS AND MEDIA.  Pediatrics. 2016 Nov;138(5). 

2- Sociedade Brasileira de Pediatria. Manual de Orientação. Saúde de Crianças e Adolescentes na Era Digital . Departamento de Adolescência. nº 1, Outubro de 2016  

Precisa ajuda?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar com o sono, desmame , desfralde, ajustes na amamentação e educação positiva.  Saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual aqui

Texto de Zioneth Garcia

Veja também
Seis dicas para controlar o uso de eletrônicos pelas crianças

O uso de TV, celular, tablet ou videogame pode atrapalhar o sono de seu filho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s