7 dicas para preparar a criança mais velha durante a gestação do irmão ou irmã

A noticia da chegada de um bebê é sempre uma mistura de emoções, além do choque inicial, pode ter uma mistura de felicidade, medo, insegurança. Quando temos uma criança mais velha em casa essas emoções também são dela. Muitas mães relatam fortes mudanças comportamentais nos seus filhos mais velhos na segunda gestação. Não é raro, que algumas mulheres descobrem a segunda gestação por conta destas mudanças inexplicáveis nos seus filhos mais velhos: voltam mamar em ritmo de recém nascido, grudam total e absolutamente na mãe, muitas vezes rejeitando o cuidado de outras pessoas, manifestando picos de angustia de separação bem intensos sem nenhuma causa aparente.

Por isso, ao igual que nos preparamos para a chegada de um novo bebê à família, a criança mais velha precisa se preparar para virar irmão ou irmã mais velha, e precisará ajuda para elaborar todas as emoções que podem surgir no caminho. 

7 dicas para preparar a criança mais velha  para chegada do irmão ou irmã ainda durante a gestação

  1. Explicar as mudanças e novidades conforme vão aparecendo durante a gestação, de forma simples e clara. Não é preciso falar o tempo todo, apenas explicar a novidade quando aparecer: a notícia, mudanças no corpo da mãe, cansaço, controle da demanda do seio por sensibilidade,  preparativos e celebrações, etc. Na medida que a data de nascimento se aproxima e a barriga da mãe cresce, a ideia de ter um novo irmão ou irmã vai se tornando mais concreta para a criança mais velha.
    images (2)
  2. Fortalecer o vínculo emocional e a parceria entre a criança e o pai (ou pessoa que auxiliará com seus cuidados). Faça a transição gradual dos cuidados básicos (higiene, alimentação,a hora de dormir) para essa pessoa, acompanhe e oriente com conversa sempre, porém, se permita delegar os cuidados mais básicos na medida que a gestação avança e a sua mobilidade física vai ficando reduzida.
  3. Envolva a criança nos preparativos da chegada do irmão ou irmã. Permita que escolha detalhes da decoração, cor das roupinhas, seleção de brinquedos. Quais brinquedos de bebê quer dar para o irmão? O brinquedo de bebê cedido para o novo bebê pode ser substituído por um jogo, atividade ou brinquedo de criança. Guarde os brinquedos de bebê, ao saírem da vista  da criança mais velha por varias semanas serão esquecidos por ela.
  4. Usar linguagem inclusiva com a criança mais velha ao se referir ao irmão ou irmã.”Nosso novo bebê” “o bebê de ———”. Lembre que o novo bebê chegará ser parte de uma família e já terá irmão ou irmã. Traga o novo bebê para a rotina cotidiana, dar bom  dia e boa noite, é um bom começo para começar tornar mais concreta a ideia de um novo membro na família para a criança mais velha.
  5. Criar um álbum com as fotos da criança, desde a sua gestação até a idade atual, mostrando a sua própria história de forma repetitiva, para que consiga elaborar a chegada do irmão ou irmã, lhe ajudando traçar um paralelo com ela mesma.
    girl in pink sweater and grey jeans kissing tummy of pregnant woman in blue shirt and blue denim jeans
  6. Evitar a associação da chegada do irmão ou irmã com sentimentos de perda. A chegada do irmão deve ser assimilado como uma ganância na vida da criança, ser algo positivo. Não é raro virem comentários focando no ciume ou sensação de perda do irmão maior. Caso tenha comentários nesse sentido na frente da criança, respondam de forma que ela entenda que ter um irmão é positivo. O choro ou crises comportamentais são parte do desenvolvimento, é natural da idade, evite relacionar todos os comportamentos com a chegada do bebê.
  7. Trazer o tema ter um irmão ou irmã, para o papo e as brincadeiras cotidianas, contando historinhas, assistindo desenhos, fazendo brincadeiras de faz de conta, ou tendo conversas sobre os irmãos de papai e mamãe. A ideia é  mostrar de forma natural e positiva a nova situação, para que a criança possa assimilar gradualmente sua nova realidade, naturalizando o ter/ser irmão de alguém. Pepa Pig, Dra. Brinquedos, Daniel Tigre, são desenhos que trazem relação de irmãos, por exemplo.  

Precisando ajuda?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar no sono, amamentação, desmame, preparação para voltar ao trabalho, organização da rotina familiar e educação sem violência. Saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual aqui.

*Texto original de Zioneth Garcia.

Veja também

Carta às mulheres que serão mães pela segunda vez

Amamentando durante a gestação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s