4 Razões para segurar o começo no ensino infantil ou no fundamental

Todos os anos para uma parcela de mães e pais, cujos filhos fazem aniversário a entre abril e junho, começa um dilema educacional: passar ou não a criança de serie escolar. Peixe pequeno no oceano ou peixe grande no aquário?

Até 2017 a idade de corte era diferente entre as escolas que se regiam por parecer federal ou estadual. Desde 2018, as datas de corte de escolas estaduais foi igualada à de escolas federais num parecer do STF. Tendo alguns anos para a adequação. Na prática é discutido com a família, caso a caso, se sua criança está apta ou não para iniciar a seguinte serie. Veja a reportagem Folha de SP – 01/08/2018

Foi o caso de uma das amigas de minha filha, quem faz aniversario em junho, a mãe me procurou pedindo conselho (de amiga) e eu sugeri deixar ela na mesma serie, minha filha ficaria sem a amiguinha na sala de aula, mas continuaria na escola e se veriam sempre por ai. Quase um ano após, as crianças continuavam amigas, e a mãe me contou muito satisfeita que foi a melhor decisão, a menina desabrochou como uma líder, de uma forma que antes parecia difícil, por ser sempre ter sido uma das menores da sala, agora é uma das maiores, é a experiente da turma e conta com o respeito e admiração dos coleguinhas.

action activity boy children

Mudanças sempre trazem desconforto e preocupação, é natural. Talvez os mais preocupados são os pais e mães de crianças que fazem 4 ou 6 anos entre abril e junho do ano que vem.  Na minha humilde opinião é melhor deixar a criança na mesma serie, se o CNE oferece essa orientação não é a toa, tem um parecer técnico e cientifico por trás. Para acalmar o coração dos pais,  que enfrentam esse dilema, quero deixar a seguir algumas boas razões para segurar o começo do infantil e o fundamental um pouquinho.

4 Razões para segurar razões o começo no infantil ou no fundamental um pouquinho

1- As competências adquiridas não se perdem, apenas serão reforçadas. Uma preocupação de muitos pais é que a criança perca as habilidades adquiridas pelo contato com crianças que talvez ainda não as desenvolveram (reconhecer as letras por exemplo), mas qualquer grupo escolar apresentará crianças em diferentes fases do próprio processo de desenvolvimento, o seu filho poderá reforçar ajudando os coleguinhas da nova turma, se tornando um mestre. Imagine o ganho para a autoestima!

2- Processos de amadurecimento neurofisiológicos e psicomotor estarão bem estabelecidos mais perto dos 6 anos.  Na fase dos 4- 6 anos, 3-6 meses podem fazer uma enorme diferença para o desenvolvimento das crianças. Pode significar parar de fazer xixi na cama, aprender a controlar  a raiva, conseguir pular em um pé, conseguir amarrar os próprios sapatos, segurar firmemente o lápis, parar de enxergar as letras embasadas e conseguir ficar sentado por vários minutos desenhando. Uma criança de 5 anos e meio pode não ter alcançado esse nível de desenvolvimento plenamente, e sentir dificuldade em acompanhar os coleguinhas de mais idade. Há uma hipermetropia infantil normal, que vai diminuindo com a idade, ela pode levar a criança se cansar de olhar para as linhas e letras durante muito tempo, uma vez que as enxerga embasadas. Por outro lado, a mão também se encontra em processo de ossificação, o que vai alterar todas as estruturas associadas ao movimento da mão, afetando a capacidade da criança segurar objetos pequenos, como um lápis, de forma mais firme. O processo de amadurecimento neurológico acontece no seu tempo, não temos como acelerar.

3- Os amigos não se perdem, eles se mantem e novos amigos apareceram, e com os novos amigos, a oportunidade de se redefinir. O medo de perder os amiguinhos que lhe acompanharam desde o maternal é uma constante. Porém, é importante ver que as mudanças fazem parte da vida, ajudar a criança perceber que não estará perdendo mas ganhando novos amigos, mantendo o contato com as mães da antiga turma e propiciando outros espaços para as crianças socializar, além da escola. Uma criança tímida, sendo a menorzinha da sala, pode se descobrir uma líder, graças à experiência,  numa turma onde será uma das maiores.

4 – Ser criança é muito bom, deixe eles viver essa fase intensamente, sem preocupações de labor de escola ou acompanhar conteúdos. Eles vão crescer e enfrentar as responsabilidades e o estresse da escola uma ou outra hora, não tenha pressa por ver crescer. Na hora certa, a alfabetização se torna um processo bem leve. Vai por mim, cada criança tem sua hora, não adianta correr, apenas observar e oferecer o estímulo certo na hora certa.

boy in brown hoodie carrying red backpack while walking on dirt road near tall trees

É preciso ter um mínimo de autocontrole para começar com o pé direito o processo de alfabetização. Para uma criança no ensino fundamental é essencial ter a capacidade de se concentrar, conseguindo ficar sentada, segurar um lápis com firmeza e focar o olhar, pelo menos por alguns minutos seguidos, ao tempo que consegue lidar com suas emoções e ter um mínimo de autocuidado. Esse tempinho a mais para começar o primeiro ano, pode ser a diferença entre curtir uma aula de letras ou achar entediante por ainda estar numa fase de alta necessidade de movimento. Pode ser determinante não só para a vida escolar de seu filho, mas para seu desenvolvimento social e afetivo.

Precisa ajuda?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar com a amamentação, o sono, desmame , desfralde, ajustes na amamentação e educação positiva.  Saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual aqui

Texto de   Zioneth Garcia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s