Dicas literárias para trabalhar o medo das crianças

Todas as crianças passam por fases de medo, dos mais diversos tipos, é normal. Claro que pode atrapalhar sono e atividades, por isso é importante acolher o medo, e mostrar que pode (e deve) ser superado, com coragem. Uma forma de ajudar nesse processo são os livros de historias. Aqui trago para vocês um um texto da Christiane Nóbrega, minha amiga escritora, com dicas para trabalhar o medo com as crianças, e no fim acrescento algumas dicas minhas também.

E quando eles estão com medo?

Por Christiane Nóbrega

Lembro que quando era criança morria de medo de olhar embaixo da cama. E não era só isso, vários outros medos me consumiam. Na casa da minha mãe tem um enorme corredor ligando uma casa a outra e depois que escurecia, passava por lá correndo sem olhar para trás! Outro dia, descobri que a maioria das crianças que frequentavam a casa dela tinham o mesmo medo. E quando via bruxas e monstros pelo quarto e quando acendia a luz e descobria que era um vestido fora do lugar ou uma toalha pendurada? Valha!!! 

Não podemos esquecer nunca desses medos da infância, assim podemos entender o medo dos nossos filhos e acolhê-los, ajudando a entender o que causa medo e a superá-los, em alguns casos, talvez, aprender a conviver com aquele sentimento. Tem vários livros que tratam do assunto: medo! Gosto muito dos que separei para falar hoje, bora lá?

Sobre esses monstros que adoram frequentar nossos quartos, há vários livros geniais. Começo pelo “O Domador de Monstros”, de Ana Maria Machado, ilustrado pela Suppa. Sérgio era um garoto que, assim como eu e você, era corajoso e medroso, mas tinha uma ótima técnica para espantar seus monstros: conversar com os monstros-do-quarto-com-a-luz-apagada e ir chamando outros monstros mais horríveis ainda para assustar o monstro anterior. O grande barato é conversar com a criança, a partir dessa história, sobre a naturalidade de sentir medo e de conversar sobre eles. Até hoje me identifico muito na leitura desse livro! Esses monstros algumas vezes voltam na vida adulta…hihihihihi

“O Domador de Monstros” de Ana Maria Machado e ilustrado pela Suppa . Editora FTD
Sobre a Autora: Ana Maria Machado é formada em Letras e foi uma das fundadoras, em 1980, da primeira livraria infantil no Brasil, a Malasartes (no Rio de Janeiro), que existe até hoje. Ganhou vários prêmios de literatura, entre eles o Prêmio Hans Christian Andersen, o mais importante prêmio de literatura infantil. Membro da Academia Brasileira de Letras, tem mais de 100 títulos publicados, entre eles o clássico “Menina Bonita do Laço de Fita”. 

Quem nunca acordou de um sonho ruim, dormiu e o sonho continuou? Meu Deus! Que coisa! A pobre personagem do O Monstro do Sonho, de César Obeid e ilustrado por Jean-Claude R. Alphen passa por isso há tempos. Um belo dia ela contou a um amigo de escola que lhe dá uma ótima dica para resolver o problema. Aqui preciso dizer do quanto acho legal o personagem do garoto, acolhedor e solidário. Além de ilustrações muito bacanas, o livro é contado em primeira pessoa, a menina falando sua história, o que não é muito usual na literatura infantil. 

“O Monstro do Sonho” de César Obeid e ilustrações de Jean-Claude R. Alphen. Editora Edebe 
Sobre o Autor (extraído de seu site): César Obeid é escritor, educador e contador de histórias. Autor de dezenas de livros para jovens e crianças. Realiza apresentações de narrações de histórias, encontros com leitores, oficinas (criação literária, culinária natural, narrações de histórias etc) e palestras para todos os públicos. Tendo como base suas obras literárias, suas apresentações são pontuadas com humor e muita interação com o público por meio de histórias, poemas, figuras de barbante e improvisos.

E… quando estamos dormindo e um bicho terrível vem assustar você? Alguma coisa encosta em você e o arrepio é imediato!? Isso que acontece com a personagem do “Socorro tem um bicho no meu quarto” de Jô Gallafrio e ilustrações de Mathias Townsend. Ela não sabe muito bem que bicho é, mas sabe que precisa muito da ajuda de alguém e vai tentando descobrir o que é aquilo que a incomoda tanto. As ilustrações são maneiríssimas e nos levam a sentir o medo da menina. 

“Socorro tem um bicho no meu quarto” de Jô Gallafrio e ilustrações de Mathias Townsend . Editora Ciranda Cultural
Sobre a Autora (extraído de seu site): Jornalista por profissão e escritora por paixão, Jô Gallafrio é uma paulistana de pé vermelho, que escolheu Florianópolis para morar. Sua intimidade com os livros começou como ouvinte, no colo do seu nono ou à beira do fogão de sua avó. Mais tarde, começou a ler. Moisés, Monteiro Lobato, Esopo, La Fontaine, os irmãos Grimm, Charles Perrault, Hans Christian Andersen e Edy Lima, com sua vaca voadora, são alguns fazedores de histórias que povoaram sua vida de criança.

Podia listar mais uns 10 livros, mas hoje ficamos por aqui! Bom final de semana para vocês e para o monstro do seu armário!

Agora quero deixar duas dicas minhas, que limos muito com meus pequenos, um livro que recebemos com a coleção Itau, Papai!. Que desconstruí o medo de monstros e de dormir sozinho, de forma bem divertida. Usamos muito quando Antonio estava com 3 anos, ele adorava, pedia para contar duas ou três vezes seguidas. Ainda hoje adora.

Papai!: Philippe Corentin
Título original: Papa! . Tradução: Cássia Silveira
Ilustrações do autor. Editora Cosac Naify.
Sobre o autor: Philippe Corentin é nascido em Boulogne, França, em 1936. É um escritor de livros infantis. Seus inícios foram realizando desenhos humoristico, depois passou trabalhar na publicidade, até que finalmente passou criar seus próprios livros. Com historias caraterizadas pelo uso de rasgos humanos aos seus personagens animais, além de por muito colorido às ilustrações, usando jogos de palavras para dar vida às historias, onde prima a imaginação e o bom humor.

A outra historia é a do “Chapeuzinho amarelo”, de Chico Buarque. Esse livro conta a historia de uma menina que tinha medo de todo, e deixava de fazer muitas coisas divertidas por causa do medo. Seu medo maior era encontrar o lobo mau, até o dia que finalmente enfrentou e passou curtir a vida. Uma historia divertida de coragem e superação dos medos. Limos bastante com Maria Isabel!

Chapeuzinho amarelo. Chico Buarque (texto)
Ziraldo (ilustração) . Editora Autêntica.
Chico Buarque de Holanda (1944) é músico, dramaturgo e escritor brasileiro.
Em 1979, esse livro recebeu o selo de “Altamente Recomendável”, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), e, em 1998, Ziraldo conquistou o Prêmio Jabuti na categoria Ilustração.  Em 2019, o autor recebeu o Prêmio Camões (31.ª edição) pelas obras publicadas.

E vocês que livros tem usado para manejar os medos das crianças? Me conta para ir enriquecendo essa lista.

rsz_1resize_chris_nobrega_menor_branca-de_leite

Christiane Nóbrega é brasiliense e advogada. Mãe de três, todos com alergia alimentar. Diante das dificuldades e, sobretudo, da solidariedade que encontrou pelos caminhos da APLV, resolveu ajudar outras pessoas assim como fizeram com ela, e uma das formas que encontrou foi escrevendo e contando histórias.  Tem dois livros publicados: “Júlio, um dinossauro muito especial”, lançado em junho de 2016, e “A Branca de Leite” lançado em agosto de 2017.  Adquira os livros da autora aqui

Não deixe de visitar o site https://christianenobrega.com.br/

Precisa ajuda?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar com o sono, desmame , desfralde, ajustes na amamentação e educação positiva.  Saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual aqui

Veja também mais textos da Chris aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s