Não alimente o filho dos outros sem autorização!

Um sinal de boa educação e respeito com a mãe, pai ou cuidadores da criança é SEMPRE perguntar antes de oferecer qualquer alimento, antes mesmo de mostrar este para o bebê ou criança. Se você é dos que adora dar comida como simpatia apenas PARE! Essa prática pode pôr em risco a saúde (por não dizer a vida) de alguma criança. Veja a seguir porque é importante parar com essa prática. 

Para as mães de alérgicos alimentares, ou mesmo para as mães que optam por uma alimentação mais regrada para seus filhos, o contexto pode ser familiar: estar de compras no mercado e fugir dos corredores onde alguma empresa oferece degustação de seus produtos justamente para seus filhos não pedir e ter que falar um grande NÃO PODE (e disparar uma birra homérica ali mesmo). Ou então, se antecipar e falar não ao comerciante que oferece chocolate ou balinha de simpatia no dias das crianças, por exemplo. Dia das crianças, Páscoa e natal são lindos, mas só de lembrar essas situações fico arrepiada.  

Resultado de imagem para oferecendo doces para crianças

Alergia alimentar não é frescura

Alergia alimentar não é frescura, não é brincadeira, as pessoas costumam diminuir a gravidade da reação alérgica porque não conseguem ver imediatamente a reação, mas o fato é que existe em bebês, em crianças e em adultos. Pessoalmente passei por uma experiência que poderia ter sido trágica, vi meu filho inchando, os olhos e boca,  se coçando de forma desesperadora, tudo por conta de migalhas de um alimento que ele tinha sensibilizado, agimos rapidamente e paramos a reação a tempo, mas e se eu não estivesse por perto? E se um dia alguém oferecesse algo contendo  esse alimento e eu não tiver forma de acudir? O medo ronda a vida das mães de alérgicos, isso é fato! Não basta ter que cuidar do que nós e nossa família colocamos na boca, temos que ficar de olho no que as pessoas oferecem aos nossos filhos. Por muitas vezes somos chamadas de chatas, porque rejeitamos as comidas de estranhos (ou até familiares), e o pior é ver nossos filhos são chamados de “coitados” (coitado é o adulto que não consegue assimilar um “não obrigado”).

O choque anafilático é uma das reações alérgicas mais severas, presente principalmente quando há uma alergia mediada por imunoglobulinas (IG específicas), há uma inflamação das vias respiratórias, que pode acabar parando a entrada de ar ao organismo, incham-se os olhos, lábios, língua e principalmente a glotes, a válvula que abre para deixar o ar entrar e fecha para poder engolir os alimentos . Existe choque anafilático por picada de insetos, muitas pessoas podem desenvolver resposta anafilática às abelhas, vespas, ou formigas, é algo que não é raro, e quando acontece tomamos todas as medidas necessárias para evitar que aconteça de novo. Quem é alérgico ao camarão (como eu) sabe que o choque anafilático é rápido, começa com uma coceirinha no rosto e garganta e termina com a língua inchando até que, se nada é feito, a respiração é afetada.

Resultado de imagem para choque anafilactico

Mas o choque anafilático não é a única manifestação de alergia alimentar, as famílias que enfrentam alergia alimentar precisam lidar de forma rotineira com múltiplos sintomas que podem ir desde as cólicas severas, dermatites atópica. problemas respiratórios até o sangramento intestinal (sangue em fezes). O pior é que esses sintomas podem se manifestar de forma progressiva por dias, até semanas, após uma única exposição ao alérgeno (seja ele qual for). Uma simpatia, um “carinho” na forma de comida pode levar por água abaixo meses de dieta restritiva (dieta que não é fácil de conseguir), atrapalhar o processo de estabilização e atrasar a cura de uma criança com alergia alimentar. Esse carinho vale mesmo a pena? Eu acho que não. Sempre preferi que meus filhos contassem só com meus “carinhos”.

Respeito às escolhas dos outros

Perguntar antes de oferecer qualquer coisa para o filho dos outros não é apenas pelo medo de reação alérgica, é pelo respeito às escolhas dos outros, se a mãe decide que não quer dar pirulito nem balas antes dos dois anos, não importa como você acha que crianças deveriam ser criadas, você pode exercer suas escolhas e crenças com seus filhos não com os filhos dos outros.

Oferecer balinha, pirulito, chiclete, chocolate para as crianças como simpatia é algo muito comum, e pessoalmente me incomoda muito, passei por essa situação nos lugares mais absurdos, desde consultório de vacinação até borracheiro. Para você que adora oferecer alguma simpatia para as crianças uma dica: PERGUNTE ANTES mesmo de mostrar para criança, dessa forma se a resposta é não, não terá problema, não será detonador da crise do momento.

Se tiver curiosidade sobre a alergia alimentar e suas manifestações, recomendo ver o Consenso Brasileiro sobre Alergia alimentar, disponível aqui.

Precisando ajuda?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar nos problemas de sono, amamentação, desmame ou educação positiva. Saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s