Mariana Berti

Por indicação eu já tinha anotado o contato da Zioneth ainda na gravidez. Qualquer coisa que não desse certo na amamentação eu iria chamá-la, pois o meu desejo de amamentar era muito grande. Não deu outra, nos 2 dias de maternidade foi uma dificuldade total. Frederico não tinha a pega correta e não estava mamando o suficiente. Ouvi várias coisas do tipo: ele é muito preguiçoso, a boca dele é muito pequena, vamos ter que dar fórmula. Mesmo eu sabendo tudo na teoria, chegou na prática e não deu certo.
Assim que voltei pra casa chamei a Zioneth, ela veio quando ele tinha 3 dias de vida. Foi quando desceu meu leite, os seios estavam ingurgitados, doloridos, eu lidando com a dor dos pontos da episiotomia, dificuldade de ficar sentada, Frederico sem pega.
Enfim, ela veio, me encontrou bem abatida, eu estava exausta naquele dia. Ensinou posições pra ele, pra mim, “forçou” a pega, mostrou como esvaziar as mamas para não empedrar, só saiu lá de casa quando viu que a situação melhorou, com ele fazendo xixi. Foram vários dias ainda cuidando das mamas, processo longo para poder tudo funcionar. Com uma semana de vida na consulta com a pediatra a melhor notícia, ele tinha engordado o dobro do esperado. Um alívio. Tenho certeza que se não fosse a Zioneth ter vindo já nos primeiros dias para nos auxiliar, a amamentação poderia ter sido prejudicada. Fica aqui meu muito obrigada!