Minha história: de cientista a mãe

Minha história

A vida me arrastrou de Bogotá (Colômbia) para Ribeirão Preto no interior de  São Paulo no Brasil em 2008,  como foi que isso aconteceu? Simples, abri minhas asas e voei do ninho dos meus pais, vim para estudar, fazer mestrado em Ciências Biológicas, em entomologia, e então o amor bateu na porta, ou melhor eu bati na porta dele (mas sem querer – queria bater na porta da minha amiga, que era vizinha de Paulo – ).

O tempo voa e lá estávamos nós morando junto, passou o mestrado, emendei um doutorado e a vontade de virar pais começou aparecer. Não foi nada rápido, o bebê não vinha, tivemos até encaminhamento para clinica de fertilidade no meio, mas no fim conseguimos sozinhos. Para encurtar a historia casamos, chegou Maria Isabel e depois Antonio. Defendi o doutorado com um bebê de dois meses no colo mamando enquanto a outra bebê brincava com o pai do lado de fora da sala.

Bogotá
Bogotá. Minha terra Natal.

Pós-parto, amamentação e APLV

Meu primeiro pós-parto foi muito solitário, sem família por perto, a minha única companhia era o notebook, na época nem Smartphone tinha (era começo de 2012).

Não me resignei que fosse tão difícil, insisti na amamentação mtesmo com dor, via minha filha tomando fórmula infantil e passar mal, meu marido me apoiava mas estava no mesmo barco que eu, sem saber o que fazer. Esse foi o começo de todo, comecei pesquisar, devorar artigos, livros sobre amamentação para conseguir me acertar.

E consegui, passei de um aleitamento misto ao aleitamento exclusivo com muito esforço e dedicação, mas outra serie de dificuldades começaram aparacer, assaduras, refluxo, brotoeja tempo todo, problemas respiratórios, sintomas que apreciam isolados, tratados de forma fragmentada, por diversos especialistas. Então após um ano chegou o diagnostico de Alergia às Proteínas do Leite de Vaca (APLV), começamos uma nova luta, manter amamentação, fazendo dieta restritiva, a melhora foi impressionante, não houve mais crises respiratórias nem assaduras, nem mesmo as brotoejas, sei que ninguém gosta de ouvir que seu filho é alérgico, mas no meu caso isto foi um divisor de águas não apenas para minha maternidade, mas na minha própria vida. Descobri que também tinha uma serie de alergias que melhoraram com a dieta, minhas crises de rinites, dermatites e asma praticamente sumiram! . E no meio do caminho chegou Antonio, uma grata surpresa, desejado sim, mas não esperado tão rápido. Ele nos trouxe muitos mais desafios á nada fácil vida de cientista e mãe: lactogestação, alergias múltiplas e dificuldades financeiras. Mas dessa vez a solidão foi substituída por uma enorme rede de apoio de mulheres ao meu redor

Desfensa doutorado com bebê
Mamãe e cientista: defesa de doutorado com bebê no colo. jun/2014

Grupos Virtuais e o Mães com Ciência

Foi no pós-parto de Maria Isabel que comecei contribuir com a moderação e administração do Grupo Virtual de Amamentação, esse foi o começo de um caminho sem volta, a formação paralela nas ciências da maternidade.   No pós-parto de Antonio me juntei à equipe do  então Gravidinhas e Mãezinhas que logo depois virou o portal Geração Mãe, onde nasceram grandes amizades, e a sementinha do Mães com Ciência brotou.

Cada dificuldade que tinha, e que ainda tenho com meus filhos, procuro, pesquiso, livros, artigos científicos, revisões do tema,  tenho usando toda a minha formação de cientista para aprender ser mãe. Aplicando, testando hipóteses, planejando estratégias, personalizando métodos à minha medida, errando e tentando novamente até dar certo e solucionar o problema.

E então após o doutorado, lá por outubro de 2014, quando ainda não tinha um rumo definido para minha vida profissional, aconteceu o primeiro curso ministrado para umas 20 mães e pais, no dia 11 de outubro, muitos elogios e o pedido de uma nova turma. Sem nem perceber nascia o Mães com Ciência (que veio receber nome apenas em novembro daquele ano) para levar às mães que já me procuravam por ajuda, o conhecimento e o acolhimento de forma mais eficiente, organizada e clara.

1422489_1583813575174102_3282469921109405380_n
Primeiro minicurso em parceria G&M – Ribeirão Preto, 6/dez/2014

Devo agradecer à Flavia e o Rodrigo (criadores do Geração Mãe, hoje Instituto Geração Mãe), porque graças ao apoio inicial deles o Mães com Ciência evoluiu. São cinco anos, e na verdade nem tenho as contas exatas de quantos cursos, palestras e consultorias foram ministradas nesse período.  Já faz quase três anos de existência do site, fazendo do Mães com Ciência,  meu terceiro filho, também a minha empresa, o meu trabalho, meu proposito, e o sustento dos meus filhos. Não posso deixar de agradecer a Carol Mafra, minha amiga e parceira, quem me ajuda há quase 2 anos manter ativas as redes sociais e pensar na divulgação de meu trabalho.

Quero continuar a ajudar as mães e pais que precisam encontrar o próprio caminho,  a criar coragem de seguir seus ideais, desenvolver suas ideias, confiar em si mesmos, escutar seus instintos e adaptar as teorias à própria realidade, se permitindo testar, errar e tentar de novo até estar satisfeitos. Com a mesma curiosidade e dedicação que dedico aos meus filhos, ajudo às famílias que me procuram cuidar de seus pequenos.  É isso que tem me incentivado fazer do Mães com ciência crescer e seguir em frente.

Aos poucos, e na medida que as crianças crescem, e se tornam mais independentes, Mães com Ciência vai crescendo junto e abrindo as asas. Hoje estou em Joinville -SC (onde moramos atualmente), ministro palestras e presto atendimentos em parceria com o Spaço Mãe e Bebê. Já estive em Curitiba – PR, Blumenau- SC e Brasilia-DF. Em Goiânia – GO, formei parceria com a equipe da AMI aconselhamento materno e ainda teremos muitos eventos por lá.

O estudo continua como uma constante na minha vida de mãe e profissional, 3 cursos de atualização em amamentação, um curso de treinamento em educação sem violência, e nem sei mais quantos artigos e livros foram nesses cinco anos. O estudo não para!

O primeiro curso do Mães Com Ciência foi há 5 anos, muita coisa aconteceu desde então. Só em 2019 foram:

– mais de 400 famílias atendidas
– mais de 278 consultas
– mais de 11 palestras e 3 cursos para profissionais

A alegria de poder ajudar essas famílias, as mães e as crianças são a melhor recompensa pelo meu trabalho.

Obrigada a todos que confiaram em mim!

Precisa ajuda?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar com a amamentação, o sono, desmame , desfralde, ajustes na amamentação e educação positiva.  Saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual aqui

Texto original de Zioneth Garcia

Veja também:

O nascimento Maria Isabel, meu nascimento de mãe

Relato de desmame de minha Maria Isabel

Relato de parto de meu Antonio

Relato de desmame de Antonio

3 comentários

  1. Parabéns Zioneth…As pessoas do Geração Mãe me ajudaram muito quando vim para Ribeirão, há dois anos, com um bebe de menos de 1 mês sem avós ou uma rede de apoio…Não nos conhecemos pessoalmente, mas acompanho sempre seu trabalho…tbm sou mãe, professora e cientista..que ótimo é encontrar pessoas como nós e que nos ensinam e nos inspiram…Assim, podemos conspirar juntas! Grande abraço, força, foco e propósito! 😉

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s