Meu pai agorá é um vovô

 

Passou dia dos avós, e agora vem o dia dos pais. Impossível não pensar em meu pai nesses dias, sinto uma saudade enorme dele, e me preocupa muito ver que sua saúde já não é mais o que era. 

Meu pai ainda é meu herói. Quando penso nele ainda me sinto uma menininha de 3 anos, aquela que ouviu o melhor parabéns da sua vida, no meio da rua, comendo um bolinho, em cima de um triciclo cheio de abacates. Na minha cabeça ainda impera a lembrança do homem forte e cheio de energia, que corria atrás de mim enquanto descia pela rua em uma bicicleta desgovernada, e de alguma forma conseguia evitar que caísse de cara ao chão, o que cozinhava pratos dignos do masterchef para um jantar qualquer durante a semana, que servia almoço,  coordenava a labor da escola e ainda tinha que arrumar o carro para pegar minha mãe no trabalho no fim do dia.

Meu pai é um HOMEM, assim em maiúscula, sem medo de encarar os cuidados dos filhos e do lar quando foi preciso. Fez escolhas que lhe renderam enorme preconceito por parte dos parentes. Optar por ficar em casa, para cuidar dos filhos pequenos, foi essencial para nosso crescimento, de meus irmão e o meu. Em casa sempre teve um dos pais presentes na chegada da escola, ou era minha mãe ou era meu pai, dificilmente precisávamos almoçar sozinhos.

3ymedio_Mariquita

Meu pai aprendeu ser pai, e é o melhor pai que poderíamos ter, sem ter um ponto de referência concreto. Perdeu o próprio pai muito cedo, ainda nos seus 3 anos, e sua única lembrança é a mais cruel que uma criança pode ter, ver o pai como um corpo inerte na sua frente. Talvez a única referência da figura paterna que ele teve foi a construída através de suas irmãs, uma ideia abstrata e romântica da paternidade.  

É óbvio, como todo ser humano, não é perfeito, por vezes é teimoso (e muito), é preciso muita argumentação para lhe convencer e persuadir, mudar a sua opinião é quase uma missão impossível. Devo a ele o raciocínio lógico e argumentativo. A base de minha visão de mundo foi forjada por ele, em horas de conversas,  discutindo sobre religião, sobre política, sobre a vida.

DSC02517.JPG

Evidentemente os anos não chegam sós, esse homem enfrentou o passo do tempo, e hoje não é mais tão enérgico, acabaram as labores da escola, já não corre mais atrás de crianças em bicicleta, perdeu o pique para ficar em longas discussões. Cozinha  básica, para o dia dia, porque já não tem uma plateia para agradar em cada refeição. A casa foi ficando vazia e em silêncio, os dias corridos foram trocados por dias longos, de solidão. Semanas, meses, esperando pela visita revigorante dos netos. Cresci, fui embora, casei, tive filhos, e meu pai virou avó, e como todos os avós do mundo, está envelhecendo, o corpo começou lhe passar a conta de todos os exageros da juventude, está ficando doente, cansado, dolorido, por vezes nervoso.

Me invade uma tristeza enorme pensar que desfrutei os melhores anos de sua vida, e agora que precisa tanto de vida à sua volta não consigo compartilhar com ele a vida que tenho aqui, com meus filhos, tanto quanto gostaria.

Nesse dia dos pais, não se esqueça de seu pai, do vovô, que aguarda uma visita, revigorante,  dos seus  filhos e netos nesse dia.

 

Precisando ajuda?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar no sono, desmame, desfralde e educação sem violência. Saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual  aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s