Relato de caso: Mães solo funcionais

Já ouvimos falar da mãe solo, aquela mãe que assume integralmente as tarefas de cuidado e educação dos filhos. Mulheres que criam seus filhos sem a convivência constante com o pai ou sem um parceiro,assumindo a responsabilidade econômica e a responsabilidade pela educação de forma integral. Pelo que tenho percebido nas consultas, estas mulheres têm uma boa consciência da suas capacidades e limitações, sabem que estão assumindo tarefas que deveriam ser para duas ou mais pessoas. As respeito e admiro, mas não é delas que vou falar hoje.

Hoje quero contar para vocês sobre as mães solo funcionais, mulheres com cônjuge estável, que convivem com ele, cuidam das tarefas domésticas, cuidam dos filhos e do parceiro. São mulheres sobrecarregadas, cujo parceiro assume a função de provedor principal, enquanto elas fazem todo o resto, se colocando de lado, priorizando o descanso e a saúde de todos antes do delas. São mulheres imersas numa profunda solidão, submetidas ao abandono emocional por parte da família e delas mesmas. O mundo as vê como mulheres felizmente casadas, que não precisam ajuda, a família deixa de se preocupar pois a filha ou irmã, está sendo cuidada pelo parceiro.  

 

21318-3-voltar-ao-trabalho-apos-a-licenca-maternidade

Não são poucos os casos que chegam a mim como uma consultoria de sono, desmame gentil ou disciplina positiva onde a principal questão que se revela é a falta de autocuidado e respeito aos próprios limites, físicos e emocionais,por parte das mães. Já ouvi frases como “eu almoço quando dá” , “Meu jantar é depois que a criança dorme”, “não posso descansar tenho muito a fazer”, “Com ele não posso contar, sempre chega cansado”, “quando está em casa ele quer curtir”,  “ele até me ajuda…”, “estou muito cansada, mas ele quer…”  “tenho que pensar numa solução sozinha, porque com ele é muito difícil contar”.

São mulheres aparentemente bem, algumas em situações econômicas estável suficiente para poder optar por ficar em casa,  ou que podem contar com ajudantes durante o dia para dar uma mão nas tarefas domésticas enquanto trabalham. Em alguns casos o parceiro fica fora a semana toda, só volta no fim de semana e  quer passear, curtir a vida sem se preocupar muito pela rotina da semana ou as dificuldades que ela passa com os filhos; em outros casos o pai volta para casa todas as noites mas sem muito ânimo para assumir tarefas de cuidado, com o lar, os filhos ou a esposa.  

boredom-6501

Como consultora não posso fazer nada  além de ajudar tornar suas rotinas mais leves, incluindo no seu cotidiano o autocuidado, ensinando a priorizar sua saúde, colocando seus limites pessoais como uma ferramenta de educação para os seus filhos. Com sorte elas mesmas percebem que precisam delegar mais, deixar de assumir tarefas em excesso e talvez começarem outro tipo de mudanças na sua vida, delegando mais cuidados ao pai, reclamando um tempinho para si mesmas, aceitando seus próprios limites.

Quando percebo sinais de grande tristeza e sentimentos de profunda solidão, me vejo na necessidade sugerir o atendimento psicológico para a mãe ou terapia para a familiar. Nesses casos não se trata apenas de uma questão operacional, que possa ser corrigida com rotinas e estratégias práticas,  trata se de uma questão da saúde mental da mulher.

Se você é uma mãe solo funcional, tenha presente que cuidar de si mesma é essencial, apenas estando bem conseguimos oferecer bem estar aos nossos filhos. Receba meu abraço e solidariedade.

Se você é pai e percebe que está deixando a mãe de seus filhos sobrecarregada, então está na hora de começar fazer mais em casa, cuidar dela é cuidar dos seus filhos. Além de comida na mesa, seus pequenos precisam uma mãe com saúde física e emocional. Por favor, cuide da mulher antes da mãe.  

Precisa ajuda?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar com o sono, desmame , desfralde, ajustes na amamentação e educação positiva.  Saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual aqui

Texto original de Zioneth Garcia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s